Publicado em 05/07/2022
Cobrador que morreu baleado já tinha sido preso por se passar por policial para extorquir fazendeiros
Conforme informações, o segurança que atirou em Eduardo deve se apresentar nesta terça-feira (5) com advogado
Geral
Cobrador que morreu baleado já tinha sido preso por se passar por policial para extorquir fazendeiros

Eduardo Dembisnski Inácio, 35 anos, que morreu no Hospital Regional após ser baleado em frente a uma empresa às margens do Anel Viário, na Vila Mineira, em Rondonópolis (MT),  já tinha sido preso por se passar por policial civil para extorquir dinheiro e roubar propriedades rurais no entorno da cidade.

O crime que resultou na morte de Eduardo aconteceu nesta segunda-feira (04).

De acordo com a Polícia Militar, Eduardo também tinha passagens por furto, receptação e maus-tratos.

SOBRE A PRISÃO QUE ACONTECEU EM OUTUBRO DE 2019 

Na época, a equipe policial havia recebido denúncias relatando que um indivíduo estava se passando por policial civil para extorquir dinheiro e roubar propriedades rurais no entorno de Rondonópolis.

Os moradores e vítimas da região onde o criminoso agiu conseguiram identificá-lo através das redes sociais e repassaram para os policiais a foto e nome do Eduardo.

Em patrulhamento tático no bairro Colina Verde, Eduardo havia sido avistado circulando na rua e foi preso. Ele foi reconhecido por uma das vítimas que disse que Eduardo havia se identificado como Polícia Civil de Cuiabá e tentou extorquir R$ 150 mil.


Fonte: g1 MT
Texto: g1 MT
Fotos: Reprodução
Todos os direitos reservados Colider Noticias